Envie uma mensagem
Chat
online
Fale com um consultor
Fale via whatsapp
BLOG

Conheça os 7 erros de investimento imobiliário mais comuns

20/11/2018

Conhecer os 7 erros de investimento imobiliário mais comuns fará com que você descubra maneiras mais eficientes de utilizar o seu dinheiro, fazendo com que ele trabalhe corretamente para os seus objetivos.

Muitas vezes a inexperiência ou mesmo a precipitação, podem fazer com que um investidor com bom potencial de ganhos veja os seus planos não saírem da forma como gostaria.

Em alguns casos, pode ser até fatal para as finanças já que imóveis são investimentos de alto custo, fazendo com que certos erros realmente saiam caros demais. Se quer evitar esses deslizes e cuidar bem dos recursos para colher desdobramentos melhores, continue lendo e aprenda com as informações a seguir.

1. Falta de planejamento 

Um dos erros mais comuns é a falta de planejamento. Antes de comprar o imóvel como investimento, pesquise, pense a longo prazo, procure saber qual será o cenário para daqui a alguns anos.

A região na qual você está investindo pode passar por mudanças significativas, e se você não procurar conhecer o local, poderá perder dinheiro caso essas transformações não sejam positivas.

Até mesmo o tipo de moradia influencia nisso. Em uma região universitária, por exemplo, a compra de um apartamento pode funcionar bem, mas talvez em outro local mais residencial e de alto poder aquisitivo, as pessoas se interessem mais por uma casa grande e luxuosa.

Esses são apenas exemplos hipotéticos, mas servem para que você reflita sobre a importância de planejar como aplicará seus recursos. Por isso, continue lendo e descubra como não errar na hora de investir em imóveis. Boa leitura!

2. Não fazer o dever de casa

Se você pesquisou e procurou realmente conhecer a propriedade que está comprando, parabéns, mas saiba que o seu dever de casa não acaba por aí. Continue acompanhando o mercado e averiguando se as boas previsões sobre aquele imóvel realmente se concretizarão.

Caso veja que não foi um negócio tão bom quanto imaginava, terá tempo de agir antes que a situação se complique ainda mais. Porém, se tiver sido uma decisão acertada poderá vislumbrar outros ganhos como investir em mais imóveis naquela região ou mesmo realizar reformas que irão valorizar ainda mais aquela propriedade.

Tudo isso só se torna possível se você faz o dever de casa e conhece os bens nos quais investiu. Pense nisso.

3. Cálculo de custos equivocado 

Se você for contar com uma imobiliária, por exemplo, sabe quanto é a comissão pela venda do imóvel ou aluguel? E o IPTU da propriedade em seu nome? Custos de manutenção e mais uma série de cálculos que devem entrar em seu orçamento? Se a resposta for não, então é hora de você rever como lida com seus investimentos imobiliários.

Por conta de questões que parecem apenas “pequenos detalhes” muitos investidores podem se sair mal nesse processo por não considerar cada aspecto com a devida importância. Não vá por esse caminho e procure ser cauteloso com tudo o que envolva dinheiro. Só assim poderá ter algum ganho real.

4. Subestimar prazos

Investimentos imobiliários são aplicações de retorno a longo prazo. Por isso, jamais faça uma compra contando com um retorno rápido pois poderá complicar as suas finanças se não tiver uma opção B, C e até D como carta na manga.

O risco maior é justamente subestimar o tempo que pode levar para um negócio ser concluído e ficar a ver navios quando o assunto é colher os frutos do investimento feito. Agindo com parcimônia e pé no chão você evita cair nesse erro e pode alcançar os resultados almejados com maior tranquilidade.

5. Investir em uma única opção 

Você já ouviu falar da importância de pulverizar os seus investimentos? Pois bem, se você conta com uma única opção terá que ser infalível para não se complicar financeiramente. Afinal, se esse bem apresentar qualquer problema e você não tiver mais alternativas com as quais colher os frutos do seu investimento, ficará difícil contornar a situação.

Se você tem apenas um único imóvel como investimento e não pensa em ampliar a sua atuação no mercado, então está realizando uma mera transação e não uma aplicação do seu dinheiro. Entenda que os seus recursos podem render quando aplicados corretamente e isso vai muito além de simplesmente realizar uma venda que trará um ganho temporário. 

6. Não contar com uma equipe

Alguns investidores querem cuidar de todas as questões relativas aos seus negócios imobiliários e podem acabar não dando conta de fazer tudo sozinhos de maneira satisfatória. Alguns dos motivos que podem levar você a dificultar as coisas agindo por conta própria são:

  • questões burocráticas: realizar transações imobiliárias não é tarefa simples, envolvem documentos e custos diversos que demandam tempo e conhecimento para serem resolvidos eficazmente;
  • entendimento sobre o mercado: você pode até conhecer as regiões na qual investe, mas dificilmente terá um entendimento tão completo sobre sua cidade como um corretor, por exemplo;
  • facilidade para encontrar financiamento: contar com um credor pode facilitar esse processo e fazer com que seja mais ágil no momento de investir;
  • questões legais: ao montar um time de trabalho, considere contar com a um advogado, investimentos de alto custo como imóveis podem apresentar questões legais a serem resolvidas e esse profissional será útil.

Se a ideia de investir é viver com mais qualidade de vida, contar com uma equipe permite justamente que você tenha mais tempo para desfrutar e menos preocupações para cuidar sozinho.

7. Não agir com prontidão

Realizar o melhor investimento envolve também não perder uma oportunidade valiosa que surge momentaneamente. Novamente, a figura de um profissional como um corretor pode ser bastante útil, pois ele o avisará sobre algum imóvel que está para ser vendido e que atenda aos seus interesses. 

Dê preferência aos profissionais que trabalham junto a imobiliárias, tanto pela segurança que isso representa como pela rede de contatos mais extensas que eles têm, trazendo assim mais oportunidades para os seus negócios.

Como pode ver, é totalmente possível evitar desajustes nos seus recursos ao saber o que fazer para gerir o seu dinheiro de forma sábia e eficaz. Aproveite bem as informações deste post para investir da melhor maneira possível e se sair bem com os seus imóveis.

Se gostou de conhecer os 7 erros de investimento imobiliário mais comuns, aproveite também para saber se é melhor investir em imóveis ou ações.